QUAIS PROBLEMAS DE SAÚDE PODEM AFETAR SUA AUDIÇÃO?

QUAIS PROBLEMAS DE SAÚDE PODEM AFETAR SUA AUDIÇÃO?

QUAIS PROBLEMAS DE SAÚDE PODEM AFETAR SUA AUDIÇÃO?

O envelhecimento é uma das causas mais comuns da perda de audição. Porém, a perda auditiva também pode ser causada por problemas de saúde que podem ser administrados e em alguns casos até evitados.

Quer saber quais são eles?

 

1 – Diabetes

Mais de 5.000 adultos foram avaliados em um estudo Americano de 2008, que descobriu que as pessoas diagnosticadas com diabetes tinham duas vezes mais chances de apresentar perda auditiva. Além disso, as pessoas com altos níveis de açúcar no sangue, mas não tão altos a ponto de serem definidos como diabéticos, ou seja, pré-diabéticos também apresentavam 30% de chance a mais de apresentar perda de audição em comparação com quem tinha níveis normais de açúcar no sangue. Um meta-estudo (um estudo dos estudos) realizado em 2013 determinou que a conexão entre diabetes e perda auditiva era consistente, mesmo enquanto controlavam outras variáveis.

A conexão entre perda de audição e diabetes é bem conhecida. Mas será que o contrário também ocorre e você teria maior risco de contrair diabetes simplesmente porque sofre de perda de audição? A ciência está um pouco perdida aqui. O diabetes está ligado a uma ampla variedade de problemas de saúde e, em particular, pode resultar em danos físicos aos olhos, rins e extremidades. Uma hipótese é que os ouvidos poderiam ser afetados da mesma forma pela doença, prejudicando os vasos sanguíneos no ouvido interno. Caso você acredite que pode ter diabetes não diagnosticada ou ser pré-diabético, procure um médico para testar o seu nível de açúcar no sangue. E não esqueça de verificar a sua audição se perceber dificuldades em ouvir também!

 

2 – Quedas

Sofrer uma queda que por si só não é sinal de problema de saúde (desde que não tenha sido por vertigem). Porém, uma pesquisa realizada em 2012 apontou ligação entre o risco de quedas e a perda de audição. Após analisar mais de 2.000 adultos entre as idades de 40 e 69 anos, pesquisadores descobriram que para cada aumento de 10 dB na perda de audição, a chance de quedas aumentou em torno de 40% (para referência, o som da respiração normal é de cerca de 10 dB). Esta ligação manteve-se até mesmo para pessoas com perda de audição leve: nos últimos doze meses, indivíduos com 25 dB de perda auditiva tiveram maior probabilidade de ter uma queda do que pessoas com audição normal. Não é incrível?

E por que ter problemas para ouvir podem causar a queda? Embora nossos ouvidos desempenhem um papel significativo em nosso equilíbrio, há outras razões pelas quais a perda auditiva pode te derrubar (neste caso, literalmente). Embora o motivo das quedas não tenha sido examinado neste estudo, os autores acreditam que ter dificuldades em ouvir o que está acontecendo ao seu redor pode ser parte do problema. Mas também pode ser que os problemas de audição exijam que você preste muito mais atenção aos sons para poder entender, do que as coisas ao seu redor, e aí pode ser fácil tropeçar e cair. A boa notícia aqui é que o tratamento da perda de audição pode diminuir potencialmente o risco de sofrer uma queda.

 

3 – Pressão alta

Uma série de estudos (incluindo alguns realizados em 2018) mostraram que a perda auditiva está diretamente ligada à pressão alta, podendo inclusive acelerar a perda auditiva relacionada à idade. Mesmo depois de controlar outras variáveis, como o fumo e exposição a ruídos, o link entre pressão alta e perda auditiva foi confirmado. A única variável que também parece ter importância seria o sexo da pessoa: se você é homem, a conexão entre perda de audição e pressão alta é ainda maior!

E por que isso acontece? Seus ouvidos estão intimamente relacionados com o seu sistema circulatório: duas artérias principais estão muito perto dos ouvidos, bem como os minúsculos vasos sanguíneos dentro deles. Essa é uma das razões pelas quais os indivíduos que sofrem de pressão alta frequentemente sofrem de zumbido. O pulsar que estão ouvindo é, em última instância, o próprio bombeamento de sangue (É por isso que esse tipo de zumbido é chamado de zumbido pulsátil; é seu próprio pulso sua audição.) A principal teoria de porque a pressão alta pode acelerar a perda de audição é que a pressão alta também pode causar danos permanentes aos ouvidos. Cada batida do coração tem mais pressão se o seu coração estiver bombando com mais força e isso poderia danificar as artérias menores em seus ouvidos. A hipertensão arterial é controlável, principalmente através de mudanças no estilo de vida.

 

4 – Demência/Doença seníl

Cada vez mais temos a comprovação de que o risco de demência aumenta com a perda auditiva. Um estudo de seis anos, iniciado em 2013, acompanhou 2000 indivíduos por volta de 70 anos, e revelou que o risco de comprometimento cognitivo aumentou em 24% na presença de uma perda leve de audição (entre 25 dB e 40dB). Um estudo de 2011 realizado pelo mesmo grupo de pesquisadores, e que analisou as pessoas por mais de uma década, revelou que quanto pior a audição de um sujeito, maior a probabilidade de desenvolver demência (vínculo semelhante foi apontado para a doença de Alzheimer embora com menor significância). Com base nesses achados, uma perda moderada de audição, coloca a pessoa em risco três vezes maior de desenvolver a doença e perdas severas quase quintuplicam esse risco.

Embora os cientistas tenham conseguido documentar a conexão entre o declínio cognitivo e a perda de audição, eles ainda não sabem por que isso ocorre. Uma hipótese comum é que a dificuldade em ouvir pode fazer com que as pessoas evitem interações sociais, e que o isolamento social e a falta de estimulação possam levar a incapacidade mental. Outras hipóteses é que a perda auditiva provocaria um “curto-circuito” no cérebro. Nesse sentido, o esforço em tentar ouvir os sons fatiga o cérebro, não deixando espaço para lembrar de coisas simples, como onde você deixou o seu remédio. Atividades sociais ajudam a manter o cérebro ativo, mas tratar a perda da audição e crucial. Então, se você ainda não testou sua audição e melhor fazer isso o quanto antes para evitar maiores problemas no futuro.

 

Quer saber mais sobre algum modelo em particular? Entre em contato agora mesmo!

WhatsApp (15) 9.9692-2772, ou pelo site www.iva.med.br e agende sua consulta.

 

AGENDE SUA CONSULTA PELO SITE clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *